Emanuel M. Milanez

Diretor técnico | Cardiologista

CRM 8851 | RQE 5256

Endereço

Rua Antônio de Lucca, 165

sala 01, Ed. Vitalle

Pio Corrêa - 88.811-503

Criciúma - SC

(48) 3433-2102

(48) 3463-2554

Ecocardiograma com estresse farmacológico
Ecoestresse

O que é Ecocardiograma com Estresse Farmacológico? 
 

O Ecocardiograma com Estresse é um exame que utiliza ultrassom para avaliar o funcionamento do coração em repouso e após o uso de medicamentos (fármacos) os quais aumentam o trabalho cardíaco.

 

Para que serve?
 

Seu objetivo é auxiliar o médico no diagnóstico de problemas do coração e avaliar a probabilidade da existência de obstruções nas artérias do coração (coronárias). Pode ser utilizado também na avaliação de tratamento clínico ou após procedimento de revascularização (angioplastia ou ponte de safena).

 

Como é realizado?
 

O paciente deve vir à clínica com um acompanhante maior de idade e em jejum de 3 horas.
Após revisão dos exames cardiológicos prévios e realização de ecocardiograma e eletrocardiograma, o paciente permanecerá deitado, monitorado com eletrodos e será puncionada uma veia para a administração das medicações. Receberá doses progressivas de um fármaco (dobutamina ou dipiridamol). Durante a administração do fármaco, o paciente ficará em constante observação, para verificação de possível ocorrência de anormalidades tanto clínicas, quanto ecocardiográficas e eletrocardiográficas. Embora a infusão de fármacos ocorra por aproximadamente 15 minutos, o exame todo tem duração de até 1 hora.


 

Consequências possíveis:
 

Durante o exame, o paciente vai notar a batida do coração um pouco mais forte e rápido, conforme o aumento da dose do fármaco. Geralmente o exame é bem tolerado e sintomas como calor no rosto, arrepio no cabelo, náuseas, desconforto na cabeça ou no peito podem ocorrer temporariamente. Irritação cutânea no local da colocação dos eletrodos do eletrocardiograma ou reações alérgicas são raras.
Problemas cardíacos preexistentes podem eventualmente se manifestar durante a realização do exame, como arritmias ou dor no peito. Reações mais graves são raras, mas, caso ocorram, o laboratório está aparelhado para prestar o atendimento emergencial necessário.


 

Preparo:
 

- Jejum por 3 horas antes do exame;
- Não fazer uso de cigarro e bebidas alcoólicas e alimentos como café, chá e açúcar em grande quantidade;
- Dormir bem durante a noite anterior;
- Para que os eletrodos captem com maior sensibilidade os batimentos cardíacos o paciente deve tomar banho no dia do exame e esfregar bem o peito com água e sabão, e não passar cremes após o banho.
- A necessidade da suspensão de medicamentos deve ser indicada pelo médico do paciente.
- Vir com acompanhante maior de 18 anos de idade.
- Trazer exames anteriores.