A importância da atividade física na terceira idade


O Brasil tem hoje cerca de 20 milhões de idosos (pessoas com 60 anos ou mais), o que representa 8,6% da população total do País. Segundo o Ministério da Saúde, as doenças do aparelho circulatório são a principal causa de mortalidade nesta faixa etária, com mais de 37% do número de mortes. As mais comuns são derrame, infarto e hipertensão arterial.


A expectativa de vida dos brasileiros, vem aumentando consideravelmente, segundo o IBGE, (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), é de 75 anos de idade. Um fator que tem contribuído muito para essa longevidade, é a conscientização de praticar atividade física na terceira idade.


Além de prevenir doenças crônicas, manter o corpo em atividade e trabalhar a estrutura óssea e muscular, fazer exercícios constantemente, é um “santo remédio” para a autoestima e o bom humor.


De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), toda pessoa deve realizar, no mínimo, 30 minutos diários de atividade física. Da adolescência à velhice, exercícios de força, cardiorrespiratórios e de flexibilidade são os mais recomendados. Eles permitem que o idoso se mantenha saudável por mais tempo.


Lembrando que essas atividades precisam ser monitoradas por um médico.

Exemplos de atividade física na terceira idade:

  • Alongamentos

  • Dança

  • Aeróbico de baixo impacto (Bike, esteira)

  • Musculação especializada

  • Yoga

  • Pilates

  • Caminhadas

  • Atividades Lúdicas e recreativas

  • Ginástica geral.

Destaques
Categoria
Procurar por tags
Mais recentes